Pedaços de mim #1: A brisa de dezembro

Imagem

              Ocorreu-me que ontem não havia nada para fazer na minha monótona vida. Decidi aproveitar o dia para encarar o teto branco do meu quarto e pensar em absolutamente nada – olha o que a falta de livros para ler não faz, não é mesmo? A internet anda deveras irritante e porque não perder algumas horas formando pensamentos niilistas, sem compromisso algum? Em um desses momentos, em que eu pensava em tudo e nada, uma brisa boa entrou pela janela. Não uma brisa qualquer, de um dia sem importância: era uma brisa de dezembro. Sim, existe uma grande diferença entre a Brisa de Dezembro e a de qualquer outro mês do ano. As brisas de finais de ano são quentes, convidativas, prenunciam a alegria das festas natalinas e um ano novo que logo mais se iniciará. Lembram praia, sol, maresia, risadas de crianças e churrascos em família. Já as de março, abril ou junho não têm a menor graça. Servem apenas para despentear nossos cabelos e levar as folhas de papel soltas da escrivaninha para algum lugar inóspito do quarto.

              A minha Brisa de Dezembro lembrou-me tantos episódios felizes da minha infância que foi impossível não sorrir sozinha. Ela sempre me acompanhava no quintal da minha antiga casa enquanto eu fitava o céu, ansiosa pela queima de fogos do Réveillon – ou quando esperava papai estourar a garrafa de champanhe depois da meia-noite, apenas para ter a oportunidade de vasculhar a varanda inteira em busca da rolha saltitante que insistia em fugir de mim.

              Talvez a brisa que veio ontem me visitar pela manhã tenha sido apenas um anúncio de que a Primavera bate à porta com seu longo vestido florido, oferecendo esperanças aos sonhadores. Mas, no fim das contas, a Brisa de Dezembro durou menos do que eu gostaria e, em questão de segundos, voltou a ser setembro.

Anúncios

2 thoughts on “Pedaços de mim #1: A brisa de dezembro

  1. Adoro sempre dá uma passadinha por aqui antes de ir aos estudos. E Laís, aprecio cada vez mais o dom que você tem com as palavras.
    Como sou louca por uma leitura, não posso deixar de estacionar aqui, vez ou outra, para descobrir novas emoções! Este, assim como os outros, eu adorei!
    Anseio por mais!
    Beijos!

    • MUITO obrigada pelo carinho, Alana! Recados como o seu me motivam cada vez mais a escrever. O blog está com algumas “teias de aranha” porque também estou em uma maratona constante de estudos. Mas, assim que eu puder respirar e tiver tempo, passo por aqui e escrevo mais alguns textos. Abraço ❤

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s