A dança

Imagem

Éramos um compasso lento e ritmado. Nos movíamos conforme os acordes da nossa respiração. Suas mãos seguravam-me pela cintura e minhas mãos traçavam as linhas dos seus ombros até pararem em algum lugar do infinito ao nosso redor. Você, sempre seguro. Eu, menina teimosa e sonhadora. O mundo inteiro poderia acabar desde que aquele momento perdurasse pela eternidade do instante.

Era assim toda vez que nos víamos. Uma dança de olhares e mãos entrelaçadas, conversas sussurradas e sorrisos que diziam tudo o que a imensidão de nós dois queria gritar para o mundo. Dançávamos com o tempo que insistia em correr, com a angústia da partida e com a ansiedade das próximas vezes. Éramos uma valsa branda dançada ao pôr do sol que durava até o amanhecer.

Dance comigo para sempre, amor. Até nossos pés doerem e cabelos ficarem brancos como as nuvens que passam devagar pelo céu. Vamos dançar até nossa vida se esvair e não restar nada além daquela velha canção tocada na nossa vitrola. Canção feita para nós, dançarinos da vida, bailarmos por entre os dias que passaram e ainda virão. Dance, amor, porque o instante e a poesia existem. Assim como eu, você e os minuciosos tons da música que pouco a pouco se vai sem deixar vestígios. Dance, porque quando dançamos florescemos. E nesse momento há primavera em nós.

Anúncios

2 thoughts on “A dança

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s