Sdds futuro

ImagemExiste um bichinho que fica martelando meu coração e mente toda vez que escuto The Killers. É só ouvir o Brandon Flowers cantando sobre manhãs de verão, Las Vegas, cabelos longos voando ao vento e passeios de carro à luz do sol que me bate uma saudade tremenda do futuro e de tudo o que eu poderei viver… Saudade do futuro? Isso mesmo o que você acabou de ler. Eu tenho tanta vontade de saber o que acontecerá lá na frente que é só dar play em “Runaway” e meu mundo se enche de uma certeza infinita de que o amanhã será mais lindo.

Sempre fui muito organizada e preocupada com as tarefas que eu devo cumprir em determinado momento. Penso sempre que o próximo passo a ser dado é decisivo nas futuras conquistas. Afinal, nossos destinos são inconstantes e qualquer deslize pode nos levar a uma série de reações em cadeia (que podem ser do nosso proveito ou não, isso fica à mercê do tempo).

Em certos momentos eu queria ser o Adam Sandler naquele filme “O Click”. Ter o controle (literalmente) da minha vida e poder pausar os momentos felizes, acelerar os problemas até conseguir encontrar uma solução, dar replay nas memórias significativas e enxergar o que eu serei daqui a dez, vinte ou trinta anos, com a vantagem de poder remediar os atos falhos do presente (e de quebra ter uma playlist sensacional para cada ocasião).

A sensação de querer coisas boas para o futuro é tão revigorante que eu vivo fazendo listas, como aquelas promessas de fim de ano que sempre fazemos, só que para valer. Nelas eu planejo zilhões de situações nas quais poderei realizar boa parte dos meus sonhos (e, na pior das hipóteses, pelo menos tentar concretizá-los).

Só que a vontade de atropelar tudo o que eu ainda tenho para viver e enxergar meu futuro não consegue sobrepor a de viver o “aqui e agora”. Porque são os momentos atuais (a chuva, o frio e o carro buzinando estridentemente ao passar na rua nessa manhã de julho) que prevalecerão, de uma maneira ou de outra, para sempre.

E, se algum dia eu conseguir encontrar algum oráculo, máquina do tempo, cartomante ou o próprio Donnie Darko para me proporcionarem um panorama geral da minha situação financeira daqui a quarenta anos, quantos filhos terei ou o modelo da minha futura casa, saibam que a culpa é do Brandon. Inteiramente do Brandon.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s