Tempestuosa

Imagem

– Já passou da hora de você ir.

– Aline, eu já disse que quero ficar mais um pouco…

– Mas eu quero que você vá embora.

– Ué? Você disse há cinco minutos que me amava!

– Eu não disse isso.

– Disse sim.

– Não.

– Sim.

– Para.

– Me dê um bom motivo para não insistir em ficar.

– A pipoca acabou, Marcelo.

– E isso é o bastante? Deixa eu ficar mais um pouco, vai? Só mais um episódio de Friends…

– Já disse que NÂO!

Silêncio.

– Vai fazer protesto de silêncio agora?

– Protesto de silêncio? Do que você tá falando, Marcelo?

– Somos adultos o bastante para sabermos que você fala pelos cotovelos quando tá nervosa ou é contrariada.

– Não falo não.

– Fala sim. Então seu silêncio diz que eu posso ficar?

– Meu silêncio é cego, surdo e mudo. Ah, e você não pode ficar. Não hoje.

Uma lata de refrigerante é aberta.

– Acabou o refrigerante. Isso é um sinal pra você ir.

– Sério que vai atribuir o seu gênio complexo e teimoso à lata de refrigerante? Diz logo que não me quer aqui porque me odeia, vai?

Silêncio.

– Sabe qual é o seu problema, Aline? Você faz pouco caso de coisas majestosas e fica furiosa por coisas pequenas. Você acha que vai chegar a algum lugar assim? Dizendo o que pensa de uma hora pra outra, ficando brava só porque eu esqueci a data do nosso aniversário de namoro ou porque não tirei a marca do copo da mesa da cozinha? Você causa tempestades em copo d’água. Você é tempestade. Um monte delas de uma vez só.

Aline olha para Marcelo com olhos flamejantes.

– E você acha bonito esquecer  a data do nosso aniversário de namoro? Eu aluguei esses dvd’s, comprei pizza, pipoca, refrigerante e até um presente pra você e você simplesmente esqueceu! Você sabe que eu não me importo com presentes, mas custava lembrar? Você não me ama mais, Marcelo?

– É claro que amo, sua boba. Mas meu trabalho toma a maior parte do meu tempo e às vezes eu esqueço essas coisas…

Marcelo coloca uma mecha de cabelo solta de Aline atrás da orelha.

– Então quer dizer que eu venho em segundo plano, né? Que eu sou o legume em conserva quando o chocolate tá em falta?

– Legume? Chocolate? AI MEU DEUS!!! Como você quer que eu te dê um futuro sem trabalhar?

– Mas isso não importa… O nosso amor importa mais do que tudo.

– Claro. O amor vai pagar as contas, vai levar o cachorro pra passear, vai pagar sua manicure e ensinar Inglês para os nossos filhos. Aline, entenda de uma vez por todas: eu te amo e se eu cometo erros banais, muitas vezes, é porque eu sou humano. Carne, osso e memória fraca.

– Tá na hora de fazer um backup no seu sistema.

– E tá na hora de ir embora também. Sua cara emburrada não vai se desfazer tão cedo e eu não quero tentar a sorte de sair daqui com pratos sendo atirados pelos ares. A gente se fala amanhã, minha pequena tempestade bipolar.

Marcelo beija o topo da cabeça de Aline e se levanta, pegando a jaqueta, os documentos, a chave do carro e a última pipoca do balde.

– Marcelo?

– O que foi agora?

– Fica?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s