Sobre janelas

Tumblr_m4e5npiyqk1rsm53yo1_500_large

Uma coisa que me acalma muito é olhar a vida lá fora pela janela do meu quarto. Os carros, as crianças, o velhinho do carrinho de pipoca, os carteiros apressados… Cada pessoa tem uma mente diferente, objetivos diferentes e um mundo totalmente particular. Isso me assusta e fascina ao mesmo tempo. Todos nós somos únicos. Únicas mentes e corações procurando por outras pessoas que pensem como nós, que nos façam felizes e consigam acalentar os nossos medos e aflições (poético demais, eu sei). Como o Sr. Gilmar e a Dona Magda, os dois velhinhos simpáticos que passam as manhãs de sábado sentados no banco da praça. Um dia tomei coragem de  conhecê-los e qual não foi minha surpresa ao ser bem recebida e ainda convidada para ir tomar um delicioso chá de erva cidreira com biscoitos caseiros (feitos pelas mãos precisas e amorosas da Dona Magda) no pequeno apartamento deles. Aceitei com o maior prazer do mundo.

Em poucas horas descobri praticamente todas as aventuras daquelas duas pessoas maravilhosas. Dona Magda tinha dezoito anos quando conheceu o Sr. Gilmar. Encontravam-se naquela mesma pracinha e comiam pipoca enquanto conversavam e faziam planos para o futuro: casamento, filhos e uma chácara no interior, onde as crianças pudessem correr livres. O Sr. Gilmar roubava um beijo ou dois de sua amada (o pai dela era rigoroso), namoravam inocentemente e assim seguiram, por dois anos, até finalmente se casarem na igrejinha da cidade. Ela com um vestido branco de renda, bem simples e ele de camisa e calça social. Não tinham condições de fazer uma festa de casamento naquela época, mas isso pouco importava: o amor dos dois bastava para continuarem uma jornada de cinquenta e oito anos.

– Então, minha querida, foi assim que eu conheci o amor da minha vida. – ela disse para mim enquanto segurava a mão do Sr. Gilmar. – Cinquenta e oito anos de muitas alegrias e conquistas. – ele a beijou na testa e eu sorri, deparada com a cena mais linda desse mundo.

– Ela me salvou, Alice. Antes de eu conhecer a Magda vivia nessas casas de jogos, sabe? Uma hora acabaria me metendo em confusão e sabe-se lá Deus o que me aconteceria. Ela apareceu na minha vida como um anjo. Meu anjo da guarda.

Ser emotiva não deveria fazer parte da minha personalidade. Até aquela altura eu já estava chorando.

– Qual é o segredo de vocês? Muitos casais hoje em dia casam e se separam no dia seguinte. Um casamento duradouro assim é bem difícil de encontrar. – eu perguntei, porém já imaginava a resposta.

– A receita é simples, minha querida: amor e paciência. Não existe relacionamento perfeito. Todos nós somos falhos e uma hora ou outra comentemos erros. O importante é conseguir consertá-los no momento certo e continuar a vida com companheirismo. O Gilmar me ajudava com as crianças, trabalhava e é um ótimo esposo até hoje. Nós nos ajudamos em tudo e por isso somos felizes. E vai ser assim até nossos corações pararem de bater…

– E vai demorar muito, disso eu tenho certeza! – disse o Sr. Gilmar, o velhinho mais bem-humorado com o qual conversei.

Me despedi dos dois e agradeci a tarde agradável. Quando estava quase na esquina do prédio, me virei e gritei:

– Dona Magda, como faço para encontrar um garoto como o Sr. Gilmar?

– Tenha paciência, Alice! Você é linda e inteligente. Deixe que o tempo fale por você.

Paciência: a chave de tudo. Para que me desesperar se eu posso esperar e garantir um amor duradouro como o deles? Acenei e voltei ao meu caminho.

Voltei à realidade do meu quarto e percebi que já estava tarde. Fechei a janela e me deitei na cama. Uma hora ou outra um garoto aparece e me faz uma serenata cheia de amor. Ou traz um cd com as melhores canções românticas de rock clássico aqui em casa. Vou deixar o tempo falar por mim…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s