A(dor)mecer

Adormece, menina, adormece. Faz com que tudo não passe de ilusão. Sonhe com vôos altos, paisagens distantes, muros inalcançáveis. Deite a cabeça num travesseiro de nuvens, feche os olhos, suspire e durma. Finja que a realidade é só mais um daqueles pesadelos de infância – sua mãe a qualquer hora entrará no quarto, te pegará no colo e te acalentará. Viaje para aquele lugar em que sempre sonhou estar. Encontre amigos de longa data, parentes que já se foram, seu amigo imaginário… Cante em seus sonhos, menina. Cante porque, como diria Cecília, o instante existe e sua vida está completa. Por mais que não pareça. Corra e sinta o vento percorrer-lhe os cabelos. Sinta o aroma das rosas, o sol queimar-lhe a pele. Deite na grama, feche os olhos e veja a cor do céu por trás de suas íris. Levante-se. Sente-se à mesa com Alice e o Coelho e sirva-se de chá e bolo de maçã. O que sua avó fazia quando viva, seu predileto. Conte a eles sobre o último livro que leu ou o filme que assistiu. Eles ouvirão tudo atentamente e depois a levarão para conhecer O País das Maravilhas. A Rainha de Copas há muito se foi. Não se preocupe. Lá só existem coisas boas. Por hora. Conte ao Chapeleiro como foi seu dia anterior. Ele te servirá mais uma xícara de chá de erva doce e você saboreará lentamente. Logo, estará em Oz e a Bruxa Má do Oeste lhe fará um lindo vestido de renda – desses que você tanto desejava comprar. Vista-se. O baile lhe espera. Você é a convidada de honra e dançará com o príncipe. Nesse baile não existem fadas más ou madrastas. Só as pessoas que você ama estarão por lá. Dance a valsa mais longa de sua vida e não tenha pressa: a meia noite se aproxima, mas não há necessidade de correr. Seu príncipe é paciente, generoso e a conduz pelo salão como o vento conduz uma pluma. Ele lhe roubará um beijo ou dois e, talvez, esse seja o homem de seus sonhos – apenas nos sonhos.

Com um beijo na testa, o príncipe permitirá sua partida. Você está voltando para casa, no carro com os seus pais, ouvindo Joy Division no Ipod. Você olha as estrelas e elas lhe olham de volta – sempre e para sempre. Vocês chegam em casa. Dê um beijo de boa noite em seus pais e suba para o seu quarto. Lá, um prato de brigadeiro lhe espera sobre a cama. Sente-se e coma. Desfrute o sabor que acalma e acalenta. Aproveite para atualizar suas redes sociais. Suas amigas adorarão saber que um príncipe encantado a convidou para o baile mais badalado da história. Desligue seu notebook, vista o pijama e deite. Não, não acorde agora! Adormeça novamente e deixe a dor à mercê dos sonhos. Transforme toda raiva em paz interior, afinal estresse dá rugas. Adormecer é fazer da dor uma passagem, dessas que só aparecem para atrapalhar nossos planos.Viva cada instante intensamente e não se preocupe com seu coração partido. Ele será curado mais rapidamente do que quando foi quebrado. E nunca, nunca se esqueça de uma coisa: aquele cara não te merece.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s